domingo, dezembro 16, 2007

nada melhor do que ter um blog como companheiro. como não me importar com o que os outros vão ler e pensar. como chegar em casa e não ter com quem falar o que eu quero dizer e o que eu não quero. yes! me sinto só! mas quem é que nunca se sentiu assim? ahahah! a internet é a melhor e a pior companheira dos solitários. eu queria muito não precisar dela. contato físico: é o que eu preciso

quinta-feira, novembro 01, 2007

tempo


Quero tempo pra poder ficar assim...

domingo, outubro 21, 2007

eu tô tão cansada...

I'm so tired - Beatles

I'm so tired, I haven't slept a wink
I'm so tired, my mind is on the blink
I wonder should I get up and fix myself a drink
No,no,no.

I'm so tired I don't know what to do
I'm so tired my mind is set on you
I wonder should I call you but I know what you would do

You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
for a little peace of mind

I'm so tired, I'm feeling so upset
Although I'm so tired I'll have another cigarette
And curse Sir Walter Raleigh
He was such a stupid git.

You'd say I'm putting you on
But it's no joke, it's doing me harm
You know I can't sleep, I can't stop my brain
You know it's three weeks, I'm going insane
You know I'd give you everything I've got
for a little peace of mind
I'd give you everything I've got for a little peace of mind
I'd give you everything I've got for a little peace of mind

domingo, setembro 23, 2007

um filme

Uma câmera que imite a visão humana. Duas, na verdade: o olho direito e o esquerdo. Instaláveis nos olhos. A imagem pisca. Silêncio, às vezes, para ouvir os sons que vêm de dentro. Com óculos sem óculos. Nariz aparece. Cabelo também. A voz que nós escutamos e a que os outros escutam. O inverso no espelho. Deitar. Olhos fechados: preto com bolinhas de luz. Paciência spider. Olhos abertos olhos fechados. Paciência... carneirinhos! Pensar sobre o não pensar. Sobre só sentir o dormir ao acordar. Sobre sonhos que se sonham acordado... Sonho. Volta a imagem, com cores saturadas. Os olhos e olhos que nos olham. A imagem que temos de nós. Ou a que gostaríamos de ter. Pular, sacudir os braços e voar. Mexer os braços para cima e para baixo e subir. Ver tudo de cima. Concluir que o sonho é um sonho e cair. Cair em si. No próprio corpo. E acordar. No escuro.

domingo, agosto 12, 2007

e se...

E se eu descobrir agora que tenho o dom da palavra...
A quem vou contar o turbilhão de idéias que se passam na minha cabeça?
Qual vai ser a gota d'água que me fará transbordar?
Como vou conter minhas lágrimas para que minha angústia não se vá com elas?
Quem desatará o nó da minha garganta sem me fazer chorar?

eu não sei mais escrever

pelo menos eu tenho falado bem mais... mas não sei me fazer ouvir. eu falo pro vento. acho que era melhor quando eu escrevia. conseguia desenvolver melhor minhas idéias. e mesmo que não lessem, as palavras estavam (estão) ali escritas, registradas. um dia leriam... nem que fosse pra ver o que era aquele papel. já o que eu falo... esquecem. eu achei que seria bem melhor quando eu conseguisse me abrir... eu não contava com o silêncio. deve ser um tipo de vingança do mundo pelos anos em que me calei.

sexta-feira, maio 04, 2007


terça-feira, abril 17, 2007

Metida

Metapoesia
Meta prosa
Sobremeta
Sobre metas
Metafóricas, metabólicas
Euforicamente diabólicas
E para acabar com essa rima,
Simbólicas
E para acabar com esse clima...

Movimento é igual a
Força vezes deslocamento
Vento é o ar em movimento
Leia-se “einto”
Uma homenagem aos paulistas

Mamãe eu quero ser autista! Digo, artista.
Capa de revista, agora, seria óbvio
Quero um palco
Eu era nenê e tinha talco
Ninguém passou açúcar em mim