domingo, agosto 12, 2007

e se...

E se eu descobrir agora que tenho o dom da palavra...
A quem vou contar o turbilhão de idéias que se passam na minha cabeça?
Qual vai ser a gota d'água que me fará transbordar?
Como vou conter minhas lágrimas para que minha angústia não se vá com elas?
Quem desatará o nó da minha garganta sem me fazer chorar?

eu não sei mais escrever

pelo menos eu tenho falado bem mais... mas não sei me fazer ouvir. eu falo pro vento. acho que era melhor quando eu escrevia. conseguia desenvolver melhor minhas idéias. e mesmo que não lessem, as palavras estavam (estão) ali escritas, registradas. um dia leriam... nem que fosse pra ver o que era aquele papel. já o que eu falo... esquecem. eu achei que seria bem melhor quando eu conseguisse me abrir... eu não contava com o silêncio. deve ser um tipo de vingança do mundo pelos anos em que me calei.