terça-feira, dezembro 29, 2009

Antes de pensar no que eu quero para o ano que vem...

eu vou fazer as minhas unhas.

"me deixe ser burra! ser intelectual dói." u-ô-u-ô-u-ô

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Si Tu Me Olvidas

Quiero que sepas
una cosa.

Tú sabes cómo es esto:
si miro
la luna de cristal, la rama roja
del lento otoño en mi ventana,
si toco
junto al fuego
la impalpable ceniza
o el arrugado cuerpo de la leña,
todo me lleva a ti,
como si todo lo que existe:
aromas, luz, metales,
fueran pequeños barcos que navegan
hacia las islas tuyas que me aguardan.

Ahora bien,
si poco a poco dejas de quererme
dejaré de quererte poco a poco.

Si de pronto
me olvidas
no me busques,
que ya te habré olvidado.

Si consideras largo y loco
el viento de banderas
que pasa por mi vida
y te decides
a dejarme a la orilla
del corazón en que tengo raíces,
piensa
que en esa día,
a esa hora
levantaré los brazos
y saldrán mis raíces
a buscar otra tierra.

Pero
si cada día,
cada hora,
sientes que a mí estás destinada
con dulzura implacable,
si cada día sube
una flor a tus labios a buscarme,
ay amor mío, ay mía,
en mí todo ese fuego se repite,
en mí nada se apaga ni se olvida,
mi amor se nutre de tu amor, amada,
y mientras vivas estará en tus brazos
sin salir de los míos.

Pablo Neruda.

Eu romantiquinha, madrugada a dentro urbanizando e ouvindo a trilha sonora de "O Carteiro e o Poeta". Na trilha o poema é declamado em inglês pela Madonna, mas eu achei mais bonito publicar em espanhol. ;)

terça-feira, dezembro 08, 2009

O mar

Quero o mar, quero o lar, o cheiro de aventura.
Me dá música, molha os meus cabelos, me mostra a imensidão.
Quero olhar para ti e não ver fim. Quero todo só para mim.
Vamos para o Cassino mergulhar nas minhas lembranças de tempo bom. E nestas andanças, construir o tempo melhor-ainda.
Quero o mar!

terça-feira, dezembro 01, 2009

;)

José do Patrocínio esquina República.

I've just seen a face,
I can't forget the time or place
Where we just meet.

...
The Beatles - I've just seen a face

quarta-feira, novembro 18, 2009

#xuxafeelings

Um beijo para minha mãe, para o meu pai, para os meus irmãos.
Um beijo para chefe querida que faz eu me achar na profissão.
Um beijo para os amigos, em especial para você:
que me faz rir nos meus dias tristes;
que me abraça quando meus olhos pedem carinho;
que é tão diferente de mim em tudo, mas é igual na essência;
que lê meu blog como eu gostaria que todos lessem (achando que os textos são para você).
Este é "especialmente para você".

o convite

vamos juntos olhar aquilo que era pra ter sido e não foi?
vamos conversar sobre o que nós poderíamos ter feito?
vamos olhar o sucesso alheio que cresceu no meu fracasso?
com platéia variada e lugar na primeira fila.
tratar a indiferença com atenção?
desculpa, mas a resposta é NÃO.

quinta-feira, novembro 12, 2009

smell likes tpm spirit,

but is just Architecture.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Eu queria ser uma música

As pérolas estão na moda, mas eu nunca fui de usar jóias...

Como me disseram hoje: eu sou uma "guria barata". Me ganham com uma massa com salsinha, me conquistam com falsas margaridas, me arrastam para qualquer evento grátis... Adoro andar a pé, odeio sushi, e prefiro uma cartinha a um presente. Posso viajar paro o interior e me divertir bem mais do que indo para Europa. Me hospedo na casa de desconhecidos para não gastar com hospedagem. Durmo no aeroporto se for preciso, mas, de preferência, vou de ônibus ou de carona. Compro 3 blusas por 25,00 reais e gasto só 1,30 pra almoçar.
Bah... o que foi isso? Liquidação de mim? oO hahahhahahhahahaha... NÃO!

Eu só queria explicar o nome do blog!

Em 1999 ou 2000, eu ganhei um cheque presente de CD de aniversário e não sabia por qual trocar. Então eu fui na loja com meu irmão e ele me mostrou um cd de uma tal de Jewel que ele achou que eu ia gostar. Ele mal conhecia e eu nunca tinha ouvido falar. Deve ter visto um clipe na MTV ou ouviu um hit no rádio... Até hoje não sei como ele "conheceu" ela, porque hoje se eu falar de Jewel, ele nem sabe quem é. O fato é que eu me apaixonei pelo "Pieces of You". Decorei as letras, apagava as luzes, deitava no chão (é, no chão) e ficava ouvindo. Acho até que eu inventava amores para poder pensar em alguém quando ouvia as músicas... Nenhum dos meus amigos conhecia ela, e isso só fazia eu gostar mais, sentir ela mais minha. Agora escrevendo isso, me dei conta de porque faz eu me sentir tão bem... Ela veio antes de qualquer amor. Escuto as músicas e não lembro de ninguém específico. Eu penso em mim e lembro do bem que me fez e faz até hoje ouvir as músicas. Por isso, JÓIA (em inglês, jewel).

Nada como ter um irmão mais velho! Pegando os cds emprestados do meu é que descobri Pearl Jam, Sublime, Rancid... Ele tinha 20 e eu 13. Ele meio que perdeu o bom gosto musical com os anos, mas eu vou a cada ano me apaixonando mais pelo rock! E Pearl Jam sempre foi minha preferida. Sabe, daquelas bandas que a gente nunca enjoa, que, quando se sente perdida, escuta e parece que se acha? Isso explica o show deles em PoA em novembro de 2005 ter sido o melhor da minha vida até hoje! E explica as PÉROLAS (pearl é pérola em inglês).

Esta é a explicação musical/sentimental do nome do blog! ;)

Eu queria ser uma música!
Ahhhh...
Não me pergunta por que, nem o que significa. Porque eu gosto é de imaginar que tu vais ler isto e entender. Sentir do mesmo jeito que eu. Aiiii... Eu viajo! (Que bom!)
Vem comigo?

segunda-feira, novembro 02, 2009

Faith no more

Para onde que eles foram que eu não vejo mais?
Se ao menos eu sentisse... Mas eu só sinto saudade.
Ninguém voltou pra me contar como é. Talvez porque não seja mais nada.
Hoje eu vejo mais como um sopro que apaga o fogo de uma vela do que como o caminho pra vida eterna.
Vida eterna??? Por quê? Para que? Onde? Como?
Cada vez eu me convenço mais de que tudo isso é uma fábula pra que não se pense em não existir...
É por essas e outras que eu estou pensando em fundar a Igreja Independente do Bem Viver. Nela, não é necessário um deus para se viver bem, para ter "um mundo melhor".
Os primeiros princípios principais que eu pensei são (não necessariamente nesta ordem):

- amor próprio
- amor ao próximo
- bom humor é essencial
- sexo com prazer e seguro
- não gastar muito tempo no mundo virtual
- acreditar, acima de tudo, em si mesmo
- não fazer pros outros o que não quero que façam pra mim
- a boca fala, o cu paga
- "se eu não entender, não vou responder, então eu escuto"
- não deixar as coisas para última hora
- cuidar do corpo
- ajudar o próximo, sempre que isto não vá me prejudicar
- sinceridade
- lealdade
- a única certeza é a morte
- a preguiça é um dos maiores pecados (mas acho que é bom abolir a palavra "pecado")
- fazer/ver/ouvir/tocar/viver arte todos os dias
- o trabalho deve ser prazeiroso
- diálogo
- conhecimento
- comunicação

O pão da vida é o cacetinho, é o pão-de-mel!

Terei seguidores?
@lauramfa

domingo, outubro 18, 2009

comunicado importante

posts emos não fazem mais parte da minha fase atual.
foi um longo, lerdo e árduo caminho de volta ao ponto zero.
sem a tua ajuda, eu não teria conseguido. obrigada! ;)
agora sim eu sei, pelo menos, o que eu não quero para mim.
e de novo, eu quero o novo!

domingo, outubro 11, 2009

queria eu ter minha criatividade aflorada agora para projetar a melhor estação de metrô que porto alegre nunca viu! mas eu só consigo pensar em inutilidades, em bobagens, em viagens, em coisas que só eu entendo e rio.
te amo mais do que nunca e te odeio mais do que sempre.
é hora de fingir. blábláblá
é hora do fingimento...
fingimos que está tudo perfeito agora, pra ver se fica mesmo. e se ficar, legal! e se não, azar... enquanto isso show me your genitals show me your genitals
hey boy! what we gonna do? be good or be gonne. ok?
go go go go go go go go
stay! viajei :D /o/
antes de vir pra porto alegre, eu ouvia Amigo Punk sem parar e pedia em todas as festas de rio grande. agora em todos lugares eu ouço. era um sinal. eu precisava ter vindo. estava tudo marcado em cartas de tarô ô ô...
aaah... meus 16 anos! e aaah... meus 23! e aaah... esse meio! e os próximos! ;)
relógio derretendo e eu aqui... yeah! johnny bye bye, bye bye johnny!

segunda-feira, outubro 05, 2009

emexene

oii
olá
como tu tá?
ótimo
que bom
e tu?
to bem
que bom
novidades?
acho que não
e essa frase do msn aí?
legal, né?
o que significa?
o que tu quiser
estranho como às vezes tu és tão querido e noutras é assim: estúpido.
nem parece a mesma pessoa...
sou bipolar
aham
e ae, assistindo muita novela?
nem tanto
tenho coisa melhor pra fazer
tipo o que?
não te intenteressa
nossa
depois eu que sou o grosso

só retribui
não é assim que se consegue galanteios
eu sei
então
por que tu fazes isso?

por que faço o que?
grosseria
porque sou tripolar.

não sei

só sei que nada sei. que nem tu sabes o que tu sabes sobre todas estas coisas que nós não sabemos por que aconteceram. eu só sei que nada sei sobre o que eu sinto agora, sobre o que tu sentes e sobram os ausentes. tu só sabes que eu não sei e tu também não sabes o que será. e eu só sei que nunca saberei se a certeza chegará.

só sei que tudo isto está uma bosta.

terça-feira, setembro 29, 2009

.

essa lerdeza é precaução, é incerteza ou enrolação?
e esta angústia é insegurança, é solidão ou esperança?
é burrice! só pode!
foge enquanto é tempo de não se machucar tanto...


segunda-feira, setembro 14, 2009

quarta-feira, setembro 09, 2009

perdida

.

quarta-feira, agosto 26, 2009

ctrl+alt+del*

já deve ser a vigésima vez que abro "nova postagem" e não consigo "bostar" nada! deve ser porque minha irmã leu meu blog e ficou me tirando na frente do meu pai e do meu irmão pelas coisas que eu escrevi. chatália!
incrível como a internet acaba fazendo a gente se abrir para pessoas tão distantes, ao invés de nos abrirmos para nossa família.

*o título eu roubei do comentário do último post, que, de certa forma, me destravou. ;)

quinta-feira, agosto 20, 2009

travei

.

domingo, agosto 09, 2009

Premonição

Levantei da cama procurando o banheiro atrás do espelho. Tirei ele do lugar e dei com a cara na parede. Acordei na praia com minha mãe e meus primos alguns anos mais novos. Um dia cinza e eu carregava numa mão um primo e na outra uma toalha de rosto amarela suja. O resto eu não lembro. Só lembro de acordar e minha mãe perguntar se cheguei bêbada em casa, porque procurei o banheiro dentro do guarda-roupa. Depois ela me pediu uma toalha de rosto limpa. E eu peguei no armário a única: a amarela, que no sonho estava suja. E isso foi o máximo de premonição que me aconteceu através de sonhos.

quarta-feira, julho 29, 2009

O amor é chama

Hoje eu li mais uma vez, em um perfil do orkut, o Soneto da Fidelidade, do Vinícius de Moraes.

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso, e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive,
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama,
Mas que seja infinito enquanto dure.


E então, eu pensei:

Vinícius, o amor é chama.
Um chama e o outro atende. Se não atende, a lenha acaba, o fogo apaga, ninguém se entende.
Acampa e acende uma fogueira enorme que aquece e ilumina.
Na televisão de primata o canal é único. Alguém enjoa e vem com um balde de água fria.
Dois gravetos de esfregam até fazer fogo. Não assopra, por favor. Eu estou com frio.

terça-feira, julho 28, 2009

Viña del Mar, Chile



Estive viajando pela Argentina e pelo Chile de ônibus e por vários outros lugares enquanto estava dentro do ônibus. Todo mundo rindo, vendo filme, jogando cartas. E eu ali, parada, viajando nos meus pensamentos, nas minhas memórias e nas minhas histórias imaginárias.
Momento introspecção. Deixo uma foto apenas.

sexta-feira, julho 10, 2009

estou esperando a chuva de sapos.
já viram Magnólia?

Dr. Dog - The Girl



Adoro essa música! E esse vídeo tá muito engraçado. Vale a pena! ;) Vale a pena também baixar os álbuns desta banda. Tá na lista dos shows que eu tenho que ir.
A letra:

Dr. Dog - The Girl

He's sleeping in his shoes
And dreaming of the worst
Living dirty lies
Believing in reverse
He'd break into the church
To burglarize the father
Gettin older by the second
If seconds even bother

Oh but the girl

She comes around
he was lost where she found him
The girl

Though she might get to him
He might never get to
The girl

He hide behind the look
That's written in the eye
He's lower than the rain
Cause it's falling from the sky
Like a man without a mother
A choice without a chance
He's digging up the dead
Expecting them to dance

Oh but the girl

She comes around
he was lost where she found him
The girl

Though she might get to him
He might never get to
The girl

He's not out of his head but he's much better off than before
He's not out of his head but he's much better off than before
He's not ready for bed but he's sleeping it off on the floor

terça-feira, julho 07, 2009

vou me abrir para ti

vou me abrir para ti.
espera aí... fui buscar a faca.

começarei com um corte na garganta e tu vais ouvir tudo que eu quero falar. aproveita e desata o nó pra mim?
depois faço um corte na cabeça e tu me ajudas a organizar os pensamentos. uma faxina cairia bem e muita coisa iria pro lixo. o que sobrar colocamos em ordem cronológica.
por fim, um corte no peito. deixo um pouco de sangue jorrar e alguns sentimentos escorrem para fazer mais espaço. está um pouco apertado aqui.

está bem... esquece tudo isso. eu sei que tu só queres que eu abra as minhas pernas.

sexta-feira, julho 03, 2009

homanegem ao malandro

"(...) ps.: Eu to meio estranho ctg.. enquanto tu não escreves no blog eu fico assustado
pq eu nao sei o que tu ta pensando"

hehehehheh ;))

domingo, junho 28, 2009

férias

escrever em um blog e ninguém comentar é meio broxante. me desempolguei um pouco e ando sem inspiração.

quarta-feira, junho 24, 2009

dos dois lados ou dois dos lados

To Pensando Muito

que coisa louca é essa que acontece dentro de mim e me deixa assim? que poder é esse que os hormônios têm de misturar meus pensamentos e fazer eu sentir coisas que pensava não existirem mais? de onde vem tanta insegurança e tormento?
eu sei que deveria ficar longe de qualquer um quando estou assim, mas eu sinto tanta solidão que acho que, se ficar muito sozinha, sou capaz de não querer voltar.
um dia eu fico louca, por pensar demais, por ser lúcida demais.

quinta-feira, junho 18, 2009

teste de atenção

Quantos passes o time de branco dá?

mantra

fica quieta, laura
laura, fica quieta

fica quieta
não fala
não grita
não te expressa
vegeta

fica quieta
esquece, obedece
fica quieta
não reclama
não ama
fica quieta

fica quieta
te deita
aceita
discreta
fica quieta

(repete, repete... até dormir! acorda... fica quieta)

terça-feira, junho 16, 2009

ok

se é assim, sim. chega então. acabamos o que não começou. terminamos o que não se oficializou. e a criançona aqui fica assim. fingindo sorrir quando tudo desaba, e controlando xiliques para não te assustar mais. agora eu preciso sofrer solita. to emo!

1001 discos para ouvir antes de morrer

Meus problemas acabaram! Tá... nem todos. Mas sabe quando se quer ouvir algo, mas não se sabe o que? Nada que tá na playlist apetece, nada que alguém sugere... Isso me causava uma angústia imensa. Bom, este problema acabou! Agora eu abro o livro que ganhei (esse que intitula o post) em uma página qualquer e é isso que eu vou baixar e ouvir. Uma bíblia musical. Não posso mentir que sempre me agrada, mas me agrada conhecer coisas novas (novas no sentido de ainda desconhecidas por mim, porque música "velha" é o que mais tem).
E a mensagem de hoje foi: tu tens que ouvir "Tina Turner - Private Dancer (1984)" antes de morrer. Verdade! Tinha que ouvir mesmo! Eu tinha (ainda tenho) uma boneca que foi batizada por algum adulto com o nome dela. Uma boneca de corpo de pano, vestidinho de lã branco e rosa e cabelo de lã azul meio assim... Tina Tuner! E era tudo o que eu sabia sobre a cantora. Que tinha o cabelo volumoso e liso como a minha boneca. Até imaginava um cabelo azul, mas descobri que é marrom. Seria muito avanço para época... Agora eu sei que muitas daquelas músicas que estão no subconsiente guardadas nas prateleiras "infância" e "rádio pampa" são dela. E o pré-conceito que me vem para ela neste momento, tendo ouvido apenas um disco e sem conhecer a biografia, é "Amy Winehouse" dos anos 80. Cabelo e visual extravagantes e, segundo o autor do livro, voz "indomável". No resto pode ser nada a ver, mas nisto, as semelhanças são inegáveis.

Comecei a escrever o post e me surgiu uma dúvida que eu guardei pra o final: quais os 1001 discos para ouvir depois de morrer?

segunda-feira, junho 15, 2009

mim segura

...que eu estou caindo. estou aqui em cima, meio solta, meio presa. eu não tenho medo de altura, mas eu sei o risco que eu corro. não deixa o sono tomar conta de mim e eu me desequilibrar. me segura, me abraça, me enlaça. só não me prende, para não me enforcar quando eu tentar colocar os pés no chão. :)

domingo, junho 14, 2009

invasão de privacidade

Quem me dera eu tivesse invadido a publicidade, descendo do meu prédio de pijama azul e pantufas na esquina da Lima e Silva com a República, num inútil dia da semana em que centenas de pessoas estão bebendo cerveja e assistindo o espetáculo. Quem me dera realizar este pesadelo da infância e expor a minha privacidade sem pedir licença. Assim, o lado tragédia da minha vida não estaria cem vezes mais pesado do que o comédia, e eu não teria rasgado as páginas do romance. Olho para cima, e o que eu vejo é um teto preto.

*Baseado em fatos reais.

segunda-feira, junho 08, 2009

23

não foi como eu pensei que seria há um tempinho atrás (e nunca é), mas foi bem melhor! diferente, mas perfeito! nada do que reclamar, nenhuma decepção, tudo bem ao contrário! eu nunca me senti tão a vontade em um aniversário! :D
obrigada a todos que foram, e aos que não puderam, mas que lembraram de mim. ;)
amei!

terça-feira, junho 02, 2009

2014

Copa do Mundo
metrô em Porto Alegre
28 anos
3 anos de formada
independente
em Porto Alegre?
onde e como estaremos em 2014?

Planejarei cidades, mas planos a tão longo prazo, não faço mais na minha vida. :)

mãe sempre tem razão

"tu não sabes dar importância ao que realmente deves dar. não sabes eleger prioridades. primeiro a saúde, depois teu estudo e teu trabalho, e depois o resto..."
tens razão, mãe! e prova é que eu estou aqui...

Uma canção desnaturada

Por que creceste, curuminha
Assim depressa, e estabanada
Saíste maquiada
Dentro do meu vestido
Se fosse permitido
Eu revertia o tempo
Para viver a tempo
De poder

Te ver as pernas bambas, curuminha
Batendo com a moleira
Te emporcalhando inteira
E eu te negar meu colo
Recuperar as noites, curuminha
Que atravessei em claro
Ignorar teu choro
E só cuidar de mim

Deixar-te arder em febre, curuminha
Cinquenta graus, tossir, bater o queixo
Vestir-te com desleixo
Tratar uma ama-seca
Quebrar tua boneca, curuminha
Raspar os teus cabelos
E ir te exibindo pelos
Botequins

Tornar azeite o leite
Do peito que mirraste
No chão que engatinhaste, salpicar
Mil cacos de vidro
Pelo cordão perdido
Te recolher pra sempre
À escuridão do ventre, curuminha
De onde não deverias
Nunca ter saído


Chico Buarque

domingo, maio 31, 2009

ainda sobre a ópera do malandro...

nada


não sei nadar

sábado, maio 30, 2009

Ópera do Malandro

fui na peça hoje e apesar da falta de voz de alguns atores, não posso negar que em muitos momentos me arrepiei. mais do que cosquinha, mais do que contato físico... me arrepiei... e ri!

Geni e o Zepelim

De tudo que é nego torto
Do mangue e do cais do porto
Ela já foi namorada
O seu corpo é dos errantes
Dos cegos, dos retirantes
É de quem não tem mais nada
Dá-se assim desde menina
Na garagem, na cantina
Atrás do tanque, no mato
É a rainha dos detentos
Das loucas, dos lazarentos
Dos moleques do internato
E também vai amiúde
Com os velhinhos sem saúde
E as viúvas sem porvir
Ela é um poço de bondade
E é por isso que a cidade
Vive sempre a repetir

Joga pedra na Geni
Joga pedra na Geni
Ela é feita pra apanhar
Ela é boa de cuspir
Ela dá pra qualquer um
Maldita Geni

Um dia surgiu, brilhante
Entre as nuvens, flutuante
Um enorme zepelim
Pairou sobre os edifícios
Abriu dois mil orifícios
Com dois mil canhões assim
A cidade apavorada
Se quedou paralisada
Pronta pra virar geléia
Mas do zepelim gigante
Desceu o seu comandante
Dizendo - Mudei de idéia
- Quando vi nesta cidade
- Tanto horror e iniqüidade
- Resolvi tudo explodir
- Mas posso evitar o drama
- Se aquela formosa dama
- Esta noite me servir

Essa dama era Geni
Mas não pode ser Geni
Ela é feita pra apanhar
Ela é boa de cuspir
Ela dá pra qualquer um
Maldita Geni

Mas de fato, logo ela
Tão coitada e tão singela
Cativara o forasteiro
O guerreiro tão vistoso
Tão temido e poderoso
Era dela, prisioneiro
Acontece que a donzela
- e isso era segredo dela
Também tinha seus caprichos
E a deitar com homem tão nobre
Tão cheirando a brilho e a cobre
Preferia amar com os bichos
Ao ouvir tal heresia
A cidade em romaria
Foi beijar a sua mão
O prefeito de joelhos
O bispo de olhos vermelhos
E o banqueiro com um milhão

Vai com ele, vai Geni
Vai com ele, vai Geni
Você pode nos salvar
Você vai nos redimir
Você dá pra qualquer um
Bendita Geni

Foram tantos os pedidos
Tão sinceros, tão sentidos
Que ela dominou seu asco
Nessa noite lancinante
Entregou-se a tal amante
Como quem dá-se ao carrasco
Ele fez tanta sujeira
Lambuzou-se a noite inteira
Até ficar saciado
E nem bem amanhecia
Partiu numa nuvem fria
Com seu zepelim prateado
Num suspiro aliviado
Ela se virou de lado
E tentou até sorrir
Mas logo raiou o dia
E a cidade em cantoria
Não deixou ela dormir

Joga pedra na Geni
Joga bosta na Geni
Ela é feita pra apanhar
Ela é boa de cuspir
Ela dá pra qualquer um
Maldita Geni



Chico Buarque

sexta-feira, maio 29, 2009

to do list - 2

- ir embora! para um lugar tão longe onde eu nem seja capaz de me sentir sozinha. aqui é perto-longe. e esta saudade dói-bom, dói-ruim.

to ins

pirada!
inspiro, expiro... acho que já escrevi sobre isto! :P

to diver

tá bem! agora ri de tudo porque eu inventei. um motivo para rir e não te falei. que era tudo mentira para tu acreditares que... mentira. para eu acreditar que é tudo mentira. que a verdade eu que escolho e eu te escolhi.

to emo

"ninguém lê meu blog" e eu prefiro continuar pensando assim... para não ter vergonha de escrever até o fim. e de fazer estas rimas idiotas regadas a vinho vagabundo que eu bebi sozinha enquanto te esperava...

to invi

neste momento eu poderia fazer qualquer coisa. qualquer. mudar o rumo da história, inventar outra diferente. ou não?
eu poderia sair, mas escolhi ficar. eu poderia continuar, e escolhi mudar. eu poderia acabar, e escolhi começar. poderia mudar, e persisti no erro. poderia errar, tentei acertar. ia ia ia
se fosse tão fácil eu escolhia, um motivo para estar e estaria, aqui falando bobagem e falaria que tudo que eu quero é... agora!

quarta-feira, maio 27, 2009

ontem pensei de novo sobre isto.
postei há algum tempo, mas ninguém deu muita bola. tudo bem! eu gostei ;) heheh

to do list



- ir num show do pearl jam (feito!)
- ir num show da jewel (tão distante...)
- ir num show do oasis (feito!)
- abraçar e beijar o eduardo galeano (feito!)
- me formar em arquitetura (em andamento)
- ser magra (em andamento)
- ver neve, tocar na neve, fazer bonequinhos de neve (em breve)
- pegar argila na estrada (???)

Preciso de novas grandes motivações de vida!

querido (quase) diário


www.flickr.com/lalala_

Hoje às 19h eu lembrei que às 19h30min tinha show do Wander Wildner de graça no teatro aqui perto de casa. Foi tão agradável! Adoro programas legais de última hora! Mesmo que sozinha. Sozinha porque nem todo mundo gosta de coisas de última hora...
Bom, isso tá muito infantil. Eu só queria dizer que adoreeeiiii o show! Que foi muito divertido e que eu me apaixonaria pelo Wander, não fossem seus dentes... Mas, até pra isso ele tem uma música:

Milonga para um homem de poucos dentes

Mordo com vontade a carne que me sobra,
com os poucos dentes que me restam
Carrego dentro de mim a fina estampa,
que os meus tortos dentes não mostram
Mas se a minha gargalhada te assusta,
não se preocupe, as aparências enganam
Lembre-se que de perto ninguém é normal,
e que a melhor companhia é só um cara legal
Não vou gastar meu dinheiro no dentista pra te agradar,
não vou colocar dentadura postiça só pra te conquistar
Dentes bonitos me dizem pra ter,
um sorriso colgate pra sair com você
Mas eu pergunto até quando você não vai ver,
que a verdade está nesses dentes mordendo você
Não vou gastar meu dinheiro no dentista pra te agradar,
não vou colocar dentadura postiça só pra te conquistar

Acho que se ele cantasse no meu ouvido, eu pegava! hahahahha

quarta-feira, maio 20, 2009

me empolguei! :D

segunda-feira, maio 18, 2009

- vocês estão prontas, crianças?
- estamos, capitão!

segunda-feira, maio 11, 2009

Bela Bagatela

Letícia disse...

Sexta-feira, Maio 01, 2009
No inverno, o cassino é underground. Os mais velhos tendem a enxergar o lado triste, apático, do vazio e da solidão. Uns moram lá durante todo ano, enquanto outros se refugiam lá em alguns fins de semana. Mas há aqueles jovens que sentem na pele o ar da liberdade, botam os pés naquelas ruas de areia num andar sem rumo pela noite. Fazendo festas nas casas de veraneio de seus pais e encontrando escapes para suas vidas pacatas.
No verão, chega gente de tudo quanto é parte do estado. A noite na avenida principal fica intransitável. Gente de todas as idades, de todas as espécies. Domingo fica meio perigoso. Ônibus lotado e farofa pelo chão. Fora isso, é um lugar agradável como tantos no Brasil. Cassino: terra de ninguém e mil histórias pra contar.
É balneário de uma cidade histórica, onde se encontra a maior praia do mundo em extensão. Acidentalmente, está localizada no fim do mundo.

Postado por Leti às 3:12 PM



Laura disse...

não é terra de ninguém! é a minha terra! a tua terra! ;) acidentalmente nós nascemos aí. balneário que faz parte do nosso histórico. dunas que teriam muito para contar, mas que tão sempre diferentes, assim como nós cada vez que vamos lá. ruas de areia que espero que nunca virem asfalto e por onde deixamos marcas de pegadas, de bicicleta, de carro, ou até mesmo de xixi! me emocionei :~

te ma de ca sa

a mor te ceu
a mor te ce go
a mor ce go
ou
a mor ce ga

1- juntar as sílabas como quiser (ou não)
2- acentuar, se achar necessário
3- dar a entonação desejada

aconteceu comigo 2 - a decepção

fui contar toda emocionada para uma amiga o que aconteceu comigo. quando comecei falando do velhinho que fica pegando sol na frente da fila do RU, ela me diz: "aquele que cumprimenta TODO MUNDO que passa?" ok, perdeu a graça. mas a lembrança do momento e o significado que teve para mim, eu sempre vou guardar.
não quero cair no clichê "todos homens são iguais", mas... que são parecidos, ah, isso são!

quinta-feira, maio 07, 2009

))<>((



me and you and everyone we know

maio

ontem eram as férias e hoje já é maio!
amanhã é fim de semestre e depois de muuuuito tempo, as férias de novo. aí o tempo voa e as aulas começam.
hoje é quinta. ainda faltam dois dias pra sábado!
o tempo é tão relativo...

quarta-feira, abril 29, 2009

aconteceu comigo

eu costumava passar por ali e ele sempre me cumprimentava sorrindo.
tinha certeza que não o conhecia, pelo menos desta vida. desconfiava do juízo dele, envermelhecia e passada reto, fingindo que não era comigo. mas era! depois de cinco vezes eu tinha certeza que era. e resolvi que iria corresponder o sorriso. mas eu sempre estava ocupada demais, feliz demais ou aérea demais para me lembrar, no momento que ele me abanava, que eu tinha resolvido retribuir. aí vieram as férias, um longo período sem passar por este caminho... já tinha até esquecido da existência dele, quando as aulas voltaram e eu voltei a vê-lo. ele era o mesmo: o mesmo sorriso, a mesma mão me abanando. eu era outra. naquele dia eu era outra: eu não sabia mais quem eu era. não sabia de mais nada, todas minhas certezas tinham se acabado. e quando eu olhei e vi ele me chamando, eu fui. abracei, beijei, sorri, e tudo foi sincero. quando tirei os óculos escuros pra falar com ele, me disse: "teus olhos são tão lindos! só usa o óculos quando tiver sol de verdade" acho que sabia que meu dia estava cinza... ele perguntou o que eu ia fazer naquele momento e eu respondi que ia almoçar no RU. eu poderia ter respondido que eu ia recomeçar e que agora eu ia ser feliz; que aquele abraço dele me deu a certeza de que tudo ia ficar bem, que muitas coisas ainda me fariam sorrir tão verdadeiramente como ele me fez... tirei o óculos e tudo foi ficando mais claro e mais bonito. :)
às vezes eu consigo ser tão engraçada e interessante em uma conversa, mas escrevendo eu sou tão... melancólica? chata? egocêntrica? EMOtiva?
ai ai...

agora

não quero pensar. não quero pensar no passado, não quero pensar no futuro... o pior é que não tô querendo nem pensar no presente!
chocolates, flores, uma tartaruga? remedinho pra verruga?
escrever sem pensar, falar, ousar... esquecer esquecer esquecer! aquele filme que eu vi e fez eu pensar que era de outro jeito que não o que eu sou. que fez eu achar que gostava de coisas que eu nunca admirei, nunca precisei.
quero as coisas simples, as coisas claras e intensas! a calmaria daquele barco me enjoou e eu pulei no alto mar, mesmo sem saber nadar. mas eu sei boiar, e me locomover na água debilmente. nem digo cachorrinho, por que um cachorro seria melhor. mas meu instinto de sobrevivência fala alto, assim como fala, agora, o meu instinto de felicidade!